Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

terça-feira, 7 de junho de 2016

São Cristóvão - RJ - 'O time dos cadetes' - Raro exemplar da Brianezi flexível 'duas faixas'

O blog 'Botões para Sempre' já ultrapassa a marca expressiva de 1 milhão e 400 mil acessos. Gente do mundo inteiro que se interessa pelo nosso amado esporte. É realmente para se pensar nestes números. Quando fiz o site (em fins de 2010) não pensava que um dia pudesse chegar neste patamar exorbitante de acessos. É algo simplesmente espetacular, estratosférico e agradeço aos seguidores e apaixonados pelo Futmesa. O Futebol de Botão está em queda? Posso dizer que nos anos 70 e 80 era febre, hoje não tem mais o apelo de antigamente. Mas mesmo assim ainda restaram os saudosistas e sentimentalistas que ainda cultivam a nossa eterna brincadeira de criança. E também os mais jovens e crianças, por que não, bem menos que antigamente, diga-se de passagem. 
Bom, vamos falar sobre mais uma relíquia produzida pela Brianezi, no fim dos anos 70. Depois do exemplar dos EUA de 1978, o blog publica o querido e histórico São Cristóvão recém-adquirido, o time em que nasceu o 'Fenômeno Ronaldinho'. Para meus campeonatos, o time dos 'cadetes', assim chamado por causa da proximidade do clube com as instalações do Exército, participará da 3ª divisão do Brasileiro. E já posso adiantar que ele vem fortíssimo. Pois na minha terceirona, em formação, encontram-se exemplares da Bolagol, Canindé, Ki-Gol, enfim, o São Cristóvão vem com tudo para brigar com vagas. Foi assim que aconteceu com meu Piauí e Calouros do Ar. Ambos pularam da terceira para a segunda e, depois, para a elite do futebol nacional. E olha que o 'Enxuga Rato' de Teresina quase faturou um título internacional, na Copa Sul-Americana.
Vamos mergulhar na história do São Cristóvão? Acompanhem abaixo um resumo da linda história do clube.
A postagem é em homenagem ao amigo e colecionador José Márcio, de São Paulo, que assim como eu, curte as equipes alternativas do futebol brasileiro, que sempre apresentam um cunho histórico e de tradição.
O Time dos CADETES 
São Cristóvão de Futebol e Regatas é uma agremiação da cidade do Rio de Janeiro (RJ). A sua Sede social e o Estádio Figueira de Melo ficam localizados na Rua Figueira de Mello, 200, no Bairro de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. A sua maior conquista foi o título do Campeonato Carioca da 1ª Divisão de 1926.
Vejam que maravilha o Santo São Cristóvão (que pertence a coleção particular de minha mãe) ladeado pela relíquia de mesmo nome da antiga Brianezi. Saudades e bons tempos da fábrica como este goleiro de pedra muito bonito, por sinal.
Clubes de origem e fusão
Foi fundado no bairro de São Cristóvão em 12 de outubro de 1898 o Club de Regatas São Christóvão, dedicado ao remo. Em 5 de julho de 1909, surgiu o São Christóvão Athletic Club, que se restringia ao futebol, e disputava o campeonato metropolitano – sua primeira partida foi disputada em 1 de agosto de 1909, vencendo o Piedade F.C.por 5 x 1. A união de ambos deu origem ao atual São Cristóvão de Futebol e Regatas em 13 de fevereiro de 1943 - um novo clube, que herdou do clube de futebol a fama conseguida nos campos, já campeão carioca e com bom desempenho nos gramados.
Títulos
Além do Carioca de 1926, o São Cristóvão também conquistou o Torneio Início em 1918, 28, 35 e 37 e foi ainda vice-campeão em outras seis ocasiões: 1920, 1925, 1927, 1938, 1940 e 1964, num total de dez decisões disputadas neste tradicional torneio. Também ficou com o vice-campeonato estadual em 1934. A maior atuação do São Cristóvão no Maracanã foi em 29 de março de 1975, quando enfrentando o Clube de Regatas Flamengo, de Zico, quando começou perdendo por 2 a 0 e numa reação sensacional venceu o partida por 3 a 2, inclusive com 2 gols anotados pelo ex jogador flamenguista Fio Maravilha.
São Cristóvão na Copa do Mundo
O São Cristóvão já mandou vários jogadores para defender o Brasil em Copas do Mundo. Está entre os 20 clubes que mais cederam atletas para o maior evento esportivo mundial. Em 1930, foram Zé Luiz, Doca e Teófilo. Em 1938, Afonsinho e Roberto. Este último marcou um dos gols da vitória brasileira por 2×1 sobre a Tchecoslováquia, tornando-se o único jogador 'cadete' a marcar em uma Copa.
O São Cristóvão possui um cartel que inclui 124 partidas internacionais, tendo a sua primeira partida internacional ocorrida contra marinheiros do cruzador inglês Orotawa, com vitória dos alvos por 4 a 1, em 17 de julho de 1917.
Ídolos
Além de Ronaldo ‘Fenômeno” outros nomes marcantes começaram por ali: o meia Djalminha, ex-Palmeiras; Carlos Alberto Parreira, ex-técnico da seleção (Parreira, aliás, começou como preparador físico do time e estreou como treinador no São Cristóvão, logo depois de formado em Educação Física e um pouco antes de ser convidado para ser técnico de Gana); e Sebastião Lazaroni, técnico da Seleção na Copa de 1990. Não custa lembrar que o craque Leônidas da Silva, o Diamante Negro, também já vestiu a camisa dos cadetes.
Fléxiveis, correm muito e encobrem muito bem os goleiros. São os chamados celulóides com 'duas faixas', que foram feitos entre 1977-1986
Lindo e raro exemplar!
O antigo campo da Rua Figueira de Melo foi inaugurado a 23 de abril de 1916, na partida jogada entre equipe da casa e o Santos Futebol Clube, diante de seis mil pessoas. Esta partida - que terminou empatada em 1x1 - marcou a primeira vez em que o Santos usou seu atual uniforme, todo branco, inspirado no do São Cristóvão. Durante muito tempo, a partir desta data, o Santos pintou o escudo do São Cristóvão nos muros da Vila Belmiro e associados destes dois clubes podiam usufruir das respectivas sedes, mutuamente. Em 1943, por determinação legal, após incidentes de superlotação na partida envolvendo a partida entre o time da casa e o Flamengo, o São Cristóvão teve que demolir as arquibancadas com estrutura de madeira. Reinaugurou as suas instalações, com novas arquibancadas de cimento, na partida em que foi derrotado por 5 X 3 pelo Vasco da Gama, em 29 de junho de 1946. Mesmo após esta remodelação, o estádio da Rua Figueira de Melo já pôde receber até oito mil pessoas. Hoje, no entanto, só está preparado para receber até mil pessoas.
(Foto:Acervo de Marco Túlio, blog Paixão por futebol)
O escudo do São Cristóvão possui, na parte inferior, seis listras pretas e cinco listras brancas e, na parte superior, catorze raios (sete pretos e sete brancos) saídos de um círculo rosa onde estão uma âncora, um timão e dois remos cruzados. Atravessando o escudo, numa faixa branca diagonal, lê-se, em letras pretas, a denominação SÃO CRISTÓVÃO F.R.. Todo o escudo é limitado por uma linha cor de rosa.
Amistoso contra o Dínamo de Zagreb (3 a 3) anos 50
1951 com Jordan da Costa (em destaque)
1980´s
1954
1956
1972
Leônidas da Silva, o Diamante Negro, inventor da famosa bicicleta e ídolo da Seleção Brasileira foi formado nas divisões de base do São Cristóvão e revelado pelo mesmo.
Os primórdios do clube...
Com Ronaldinho (em destaque acima e abaixo)
 Página do clube na antiga Revista Tico-Tico
O idolo Augusto. Revista 'O Globo Sportivo' (junho de 1943)
1943
1950
1952
1955
1961
1970´s
1970´s
1926
1927
Quando era chamado de SAAC
Revista Balas Futebol 1945-1950
Com Humberto Tozzi, um dos ídolos de toda a história.
Começando sua carreira no São Cristóvão. Ele é o segundo agachado partindo da esquerda. Crédito: revista Esporte Ilustrado número 763 -Novembro de 1952.
1943
Campeão Carioca 1926
1932. Revista Tico-Tico
1967 com Carlos Alberto Parreira (em pé, o primeiro da esquerda para a direita)
Principais Títulos
Estadual Carioca 1a. Divisão: 1926
Torneio Municipal: 1943
Torneio Início: 1918,1928,1933(AMEA),1937(FMD)
Campeão Carioca SubLiga: 1933
Campeão de Acesso: 1965
Parabéns ao clube. Parabéns a Brianezi por ter lembrado de produzir antigamente este magnífico clube de muita história no futebol brasileiro.

5 comentários:

  1. Ricardo, parabéns, rumo a 1.500.000 acessos. Rico acervo do São Cristóvão. E vi no documentário 100 Anos Luz no canal a cabo CineBrasilTV: futebol de botão, Corinthians versão Brianezi contra time puxador.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Daniel! Senti a falta de seu comentário na semana passada do Grêmio da Canindé, com o copinho que meu avô me presenteou em 1977. Abs

    ResponderExcluir
  3. Mestre Ricardo, que satisfação em ver uma homenagem dessas, por um grande amigo desses, em um site tão maravilhoso desses !!! Obrigado eternamente por mais esta homenagem, Grande Ricardo !!!
    E parabéns 3 vezes neste post: um pela homenagem à este singelo e apaixonado apreciador de futebol de botão, figurinhas, brinquedos, músicas, e tudo que seja relacionado à coisas antigas; o segundo parabéns é por homenagear todos os times alternativos tupiniquins, que devem sempre ser valorizados, respeitados e lembrados !!! E o terceiro parabéns é por esse timaço da Brianezzi do "Sancrista", outro raro e excelente exemplar que o amigo consegue resgatar pra nossa memórria !!!
    Parabéns e obrigado sempre, Mestre Ricardo !!!

    ResponderExcluir
  4. Grande José! Este São Cristóvão foi uma pequena homenagem que fiz ao amigo por sempre prestigiar o blog que é de todos os apaixonados pelo futebol de botão!

    ResponderExcluir
  5. Tenho boas lembranças do são cristovão de futebol e regatas.Comecei a ver futebol com quatro anos de idade levado pelo meu pai e meus tios.Morava na época em Bonsucesso bem próximo do estádio da av.teixeira de castro e assisti vários jogos do clube cadete contra o Bonsucesso e também contra o bangú.O são cristovão tinha um time composto por Louro;Mundinho e Pelado;Indio,Emanuel e Souza;Cidinho,Neca,Caxambú,Nestor e Magalhães.Não era fácil ganhar desse time.

    ResponderExcluir